Centro Brasileiro de Estimulação Magnética Transcraniana

CBrEMT Noticias

 

 

Estimulacao Magnetica Centro Brasileiro

Home   Busca  Indice   Contato  

 

http://clinicaltrials.gov/ct2/html/images/frame/bar.gif

 

APROVAÇÃO DA ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA TRANSCRANIANA (EMT) / TRANSCRANIAL MAGNETIC STIMULATION (TMS) PELO FDA DOS ESTADOS UNIDOS

A agência americana para drogas e alimentos (FDA) acaba de aprovar a estimulação magnética para o tratamento da depressão, noticia o blog   PsychCentral:

Aprovação da TMS (EMT) para Tratamento da Depressão pelo FDA

por John M. Grohol, 9 de outubro de 2008

Para quem procura uma alternativa para a ECT ou medicamentos para o tratamento da depressão, há uma nova opção homologada pelo FDA: estimulação magnética transcraniana (TMS).

A TMS/EMT (NeuroStar TMS Therapy ®/ Terapia EMT) é especialmente indicada para o tratamento do transtorno depressivo maior em pacientes adultos que não obtiveram uma melhora satisfatória com a medicação antidepressiva (com dose e duração igual ou superior ao nível mínimo eficaz) no episódio atual. Em ensaios clínicos com TMS/EMT, estes doentes tinham sido tratados com uma media de 4 tentativas de tratamento com medicação, um dos quais realizados de acordo com os critérios adequados para a dose e duração.

A estimulação magnética transcraniana (TMS) utiliza um eletroímã colocado no couro cabeludo, que gera campo magnético pulsos aproximadamente a força de uma ressonância magnética. Os pulsos magnéticos passam através da pele e do crânio, estimulando o córtex cerebral subjacente.

NeuroStar salienta também os efeitos secundários (ou falta deles), a partir do tratamento:

* Sem efeitos colaterais sistêmicos, tais como ganho de peso, disfunção sexual, sedação, náuseas, boca seca ou

* Sem efeitos adversos sobre a concentração ou a memória

* Sem convulsões

* Ausência de interações medicamentosas-equipamento EMT

* Os eventos adversos mais comuns relacionados com o tratamento foram de dor ou desconforto no couro cabeludo durante a sessão, que foi transitório e de intensidade leve a moderada. A incidência desse efeito colateral declinou acentuadamente após a primeira semana de tratamento.

* Houve uma taxa menor que 5% de descontinuação devido a eventos adversos.

* Durante os 6 meses de seguimento pós-EMT, não houve novas observações de segurança comparados aos observados durante o tratamento agudo.

A TMS (EMT) é um procedimento ambulatorial de 40 minutos que é prescrita por um psiquiatra e realizada no consultório do psiquiatra. O tratamento é geralmente administrado diariamente durante 4-6 semanas.

Evidentemente, o verdadeiro teste deste tratamento será feito em estudos independentes de follow-up nos anos vindouros. Mas, por agora, é bom ter mais uma opção do tratamento disponível para todos que procuram ajuda para sua depressão.

 

TMS Treatment for Depression Gains FDA Approval by John M. Grohol, Psy.D. October 9, 2008

For anyone looking for an alternative to medications or ECT for the treatment of depression, there's a new FDA-approved option: transcranial magnetic stimulation (TMS).

NeuroStar TMS Therapy® is specifically indicated for the treatment of Major Depressive Disorder in adult patients who have failed to achieve satisfactory improvement from one prior antidepressant medication at or above the minimal effective dose and duration in the current episode. In clinical trials with NeuroStar TMS Therapy, these patients had been treated with a median of 4 medication treatment attempts, one of which achieved criteria for adequate dose and duration.

Transcranial magnetic stimulation (TMS) utilizes an electromagnet placed on the scalp that generates magnetic field pulses roughly the strength of an MRI scan. The magnetic pulses pass through the skin and skull, stimulating the underlying cerebral cortex.

NeuroStar also points out the side effects (or lack thereof) from the treatment:

* No systemic side effects, such as weight gain, sexual dysfunction, sedation, nausea, or dry mouth
* No adverse effects on concentration or memory
* No seizures
* No device-drug interactions
* The most common adverse event related to treatment was scalp pain or discomfort at the treatment area during active treatments, which was transient and mild to moderate in severity. The incidence of this side effect declined markedly after the first week of treatment.
* There was a less than 5% discontinuation rate due to adverse events.
* During a 6-month follow-up period, there were no new safety observations compared to those seen during acute treatment.

TMS is a 40-minute outpatient procedure that is prescribed by a psychiatrist and performed in a psychiatrist's office. The treatment is typically administered daily for 4-6 weeks.

Of course, the real test of this treatment will be in independent followup studies done in the years to come. But for now, it's good to have yet another treatment option available to anyone seeking help with their depression.